Cães: 10 dicas preciosas para protegê-los do calor

Cães e outros animais de estimação, assim como os humanos em dias quentes ou escaldantes, devem se defender do excesso de calor. Ao contrário dos humanos, os cães produzem muito pouco suor e têm mais dificuldade em esfriar. Suas glândulas sudoríparas – aquelas que produzem suor – estão localizadas nas almofadas dos pés, enquanto os humanos as têm por todo o corpo.

Em suma, os cães sofrem com o calor mais do que imaginamos e mais do que nós.

O que podemos fazer para nos sentirmos bem?

10 dicas para proteger os cães do calor

1. Nunca deixe seu cachorro no carro em clima quente

No verão, a temperatura no habitáculo pode atingir níveis muito elevados mesmo com a janela aberta.

2. É proibido brincar ou passear nas horas mais quentes

Mesmo uma simples corrida pode ser perigosa para nossos amigos cães, é melhor sair de manhã cedo e à noite.

3. respeite os ritmos dos cães

Quando está muito quente, os cães podem comer menos, por isso é melhor mudar suas refeições para horários mais frios.

4. Atualizá-los é essencial

Deixe sempre água fresca e troque-a regularmente.
Se você planeja ficar longe por muito tempo, pode deixar alguns cubos de gelo em uma tigela ou água. No entanto, sempre teste em sua presença primeiro para avaliar o comportamento do seu cão em torno de cubos de gelo.

5. Não ir à praia ou passear ao sol

Todos os sete não têm glândulas sudoríparas, para dispersar o calor excessivo e, portanto, calçar: é melhor evitar.

6. Água e sombra são dois trunfos

Sempre ofereça ao seu cão um lugar com sombra: é possível estender uma lona para protegê-lo do sol em um jardim ou pátio. Se puder, pegue um tapete que contenha um gel refrescante, para permitir uma dissipação de calor mais rápida. O cão poderá se deitar em uma superfície que estará em média 2 a 3°C mais fria. Além disso, o acesso à água doce é essencial.

7. Preste atenção se…

Ele está inquieto, tem desconforto, sua respiração e batimentos cardíacos aumentam, são alarmes.

8. Em caso de insolação, vá ao veterinário

Se o cão apresentar estes sintomas: come pouco e dorme muito; ele não pode correr, brincar, levar bola ou brinquedo na boca… é preciso ir ao veterinário.

9. Água fresca à vontade

Aos primeiros sinais, tente imediatamente esfriar o cachorro como faria com uma pessoa. Em seguida, molhe imediatamente o pescoço, axilas e virilha.

10. Tossir é um erro

O pelo do cachorro serve não só para protegê-lo do frio, mas também do calor e do sol: não o jogue pensando que vai ficar mais fresco.

Deixe um comentário