Qual é a marca?

Se chama imprimir uma forma de aprender que em algumas espécies de animais vertebrados acontece nos primeiros momentos da vida.

Em particular, a descendência de cisnes, patos e gansos, graças à chamada “impressão” eles sempre aprendem a seguir o primeiro ser vivo que veem assim que nascem. Como costuma acontecer com a mãe, esses pequeninos aumentam suas chances de sobrevivência. A fase de impressão, no entanto, é muito curta.: no patinho termina apenas 30 horas após o nascimento.

LORENZ E MARTINA DE LA OCA

O termo “impressão” foi inventado pelo etólogo austríaco Konrad Lorenz (1903 – 1989), seguindo as experiências que, na década de 1940, teve com um ganso chamado Martina. Martina, quando ela saiu doovo, viu Lorenz como o primeiro ser vivo. Então ela o identificou como sua própria mãe e começou a seguir o estudioso por toda parte. Todos tentativas de reunir Martina com sua mãe verdadeira falharam e Lorenz entendeu que o imprinting é um fenômeno irreversível. E ela era a mãe de Martina (com barba).

Ao longo dos anos foi possível delinear as características da impressão:

  • EU ‘imprimir acontece apenas em um certo período sensível, que varia de uma espécie para outra. Depois de decorrido esse período, ele não pode mais ocorrer.
  • ISSO É irreversível e o que é adquirido permanece por toda a vida (e na verdade Martina nunca mais deixou Lorenz, pelo menos até atingir a maturidade)
  • O cachorro que passa peloimprimir reconhece no primeiro sujeito que vê as características da espécie e não do indivíduo. Isso significa que Martina não reconhecia Lorenz como indivíduo, mas como ser humano e, portanto, havia identificado o homem como uma espécie aparentada.

A IMPRESSÃO “FUNCIONA” COM TODOS OS PÁSSAROS?

Este comportamento particular não afeta todas as espécies de pássaros igualmente. O cuco, por exemplo, é conhecido pela característica particular de esconder seus ovos nos ninhos dos outros, fazendo com que outros pássaros eclodam deles. No entanto, quando os filhotes de cuco quebram suas cascas e, assim, veem um pássaro alienígena como a primeira coisa viva, uma vez que crescem, eles não têm nenhum problema em deixar o ninho e conhecer outros cucos apesar de nunca ter visto um.

VAMOS ASSISTIR A UM VÍDEO VINTAGE COM KONRAD LORENZ E OS GOESES

Colaboração nos textos de Niccolò De Rosa

Deixe um comentário