Terrorismo: o que é e por que se desencadeou?

Terrorismo, só dizer essa palavra nos dá calafrios e os ataques vistos várias vezes na televisão. Em vez disso, isso vem acontecendo há centenas de anos. Por exemplo, você já ouviu falar de “The Powder Conspiracy”? A trama da pólvora) de 1605? Pois foi uma trama desenhada por um grupo de católicos ingleses em detrimento do rei protestante Jaime I da Inglaterra, com todo o ar de ser considerado um ato de terrorismo. Acontece que um homem chamado Guy Fawkes tentou explodir o Parlamento, mas antes que pudesse acender o pavio, foi pego e o plano falhou.

QUANTA POSSIBILIDADE TEMOS DE SER VÍTIMAS DO TERRORISMO?

Na Itália, os atos de terrorismo, como estamos acostumados a vê-los na televisão, são muito raros que possam acontecer. Embora, em nosso país, entre 1969 e 1982, houvesse os chamados “Anos de Chumbo”, ou “o teste mais longo, difícil e sangrento que a sociedade civil e as instituições enfrentaram na era republicana”, como disse o jornalista Sergio Zavoli. A violência política e o terrorismo deixaram 1.100 feridos e 350 mortos.

O protagonista foi o das armas utilizadas por organizações como a Brigadas Vermelhas que espancam policiais, policiais, empresários, magistrados, jornalistas, políticos, sindicalistas. Mas hoje, a maioria dos ataques terroristas ocorre em países com uma história recente de conflito ou agitação política, como Afeganistão, Síria, Iraque e Nigéria, para citar os mais recentes.

TERRORISMO NO OESTE

Na história recente, houve alguns ataques terroristas contra o Ocidente que chegaram às manchetes.

  • Ataque às Torres Gêmeas e ao Pentágono

    Um deles agora é conhecido como o “ataque de 11 de setembro”. Em 11 de setembro de 2001, quatro aviões foram sequestrados por um grupo terrorista chamado Al Qaeda. Dois dos aviões foram sequestrados voluntariamente contra as torres gêmeas do World Trade Center em Nova York. O terceiro avião caiu no Pentágono, o quartel-general do Exército dos EUA, e o quarto avião caiu em um campo após uma luta entre passageiros e terroristas. Quase três mil pessoas morreram. A atrocidade do ataque, segundo terroristas do Oriente Médio, foi um ato necessário para responder ao tratamento dos Estados Unidos aos países islâmicos.. Aqui, um pequeno grupo de terroristas adotou a violência extrema para impor suas crenças. Os acontecimentos de 11 de setembro são relembrados todos os anos, aliás, no local onde estavam agora as Torres Gémeas existe um memorial em memória das vítimas.

  • Bombardeios em Madrid e Londres

    Esses dois ataques terríveis foram lançados pela organização terrorista Al-Qaeda na Europa. Na verdade, em março de 2004, dez mochilas cheias de explosivos foram detonadas em quatro trens regionais em Madrid, causando o banho de sangue mais trágico entre a população civil desde a Segunda Guerra Mundial (192 mortos e 2.057 feridos. Em julho do ano seguinte, no entanto, uma série de ataques suicidas durante o Rotas de transporte público de Londres causou 56 mortes e cerca de 700 feridos.

  • Ataques em Paris

    Em 2015 foi a vez da capital francesa sofrer o horror do terrorismo islâmico. Um grupo organizado de células terroristas perto doISIS, organização extremista do Estado Islâmico, lançou ataques em várias partes da cidade (a mais conhecida é o teatro Bataclan), causando 130 mortes.

  • Massacre de Nice

    Em 2016, um fã que dirigia um caminhão se lançou sobre a multidão na orla marítima de Nice, França, atropelando os transeuntes e atirando violentamente na debandada geral. O ataque provocou 87 mortos (incluindo o autor do crime, morto pela polícia) e centenas de feridos. O ISIS assumiu a responsabilidade pelo massacre.

  • Terrorismo no show de Adriana Grande

    Aconteceu em 2017. Um ataque terrorista ocorreu em um show da pop star Ariana Grande em Manchester. Ele matou 22 pessoas e feriu muitas mais. Duas semanas após o ataque, Ariana deu um show beneficente Um manchester do amor, para arrecadar fundos para as vítimas e suas famílias. O evento foi transmitido para todo o mundo e reuniu milhares de pessoas.

A UNIÃO FAZ A FORÇA

Quando esses ataques terroristas hediondos ocorrem, é muito importante que todas as nações se unam para apoiar umas às outras e mostrar unidade.

Deixe um comentário