Eurovisão, 12 coisas que você (talvez) não sabia sobre o festival de música europeu

A música europeia concorreConcurso de música Eurovisãoo festival que acontece em Turim desde ontem à noite (10 de maio de 2022), com a dupla vencedora de Sanremo Mahmoud e Branco defender as cores italianas com suas próprias Calafrios. Mas o que é essa corrida? E por que é tão importante? Vamos descobrir juntos!

Todas as curiosidades sobre a Eurovisão

  • Quando nasceu a Eurovisão?

    2020 é a 66ª edição da competição. A estreia absoluta foi em 1956, quando representantes cantores de sete países (incluindo a Itália) se apresentaram no palco do teatro Kursaal em Lugano, na Suíça. O nosso país acolheu mais duas vezes este desafio entre cantores de diferentes países europeus: em 1965no centro RAI em Nápoles e em 1991 em Cinecitta (Roma).

  • Como você escolhe o país onde o evento é organizado?

    As regras da competição são bem claras: o país que conseguir o primeiro lugar com seu representante ganha a honra de sediar a próxima edição!

  • Eurovisão em nossa casa

    Este ano, graças à vitória do pele de juba com “Cale a boca e bem” na edição anterior, o importante evento acontece no estádio “Paralímpico” de Turim, com capacidade para 15.657 pessoas. A capital do Piemonte venceu entre as 17 cidades italianas que se candidataram para sediar o festival de música europeu.
    Apresentando o evento (transmitido a partir das 20h30 na Rai até sábado, 14 de maio), estão as cantoras Laura Pausini e Mika ladeadas pelo eclético Alessandro Cattelan.

  • Quem participa da Eurovisão 2022?

    Eles participam da corrida. 40 estados com artistas e grupos cantando em 14 idiomas diferentes: do inglês ao grego, do espanhol ao sérvio, passando pelo português e muitos outros. O único país que foi excluído da competição é a Rússia devido à opressão contra a Ucrânia, que estará presente no evento de canto com a música. Stephanie Cantado por orquestra kalush.

  • noite de abertura

    Ontem à noite (terça-feira 10 de maio) o desafio foi aberto com os primeiros 17 países: Albânia com a princesa do pop ronella hajati e sua canção segredo abriu o evento. Depois foi a vez da Letônia com a banda Riga Citizeniseis músicos que se autodenominam os “princípios do rap” e trazem para o concurso coma sua salada (“coma sua salada”); Lituânia com Monica Liu; Suíça com ex-artista de rua agora uma estrela internacional urso marius e seu os meninos choram (“os meninos choram”); eslovênia e lps (Last Pizza Slice, literalmente “a última fatia de pizza”), uma gangue de cinco adolescentes disco e pouco a pouco todos os outros.

  • O ranking dos países vencedores

    Os cantores italianos ganharam “apenas” três vezes: antes do Maneskin, aliás, a Itália triunfava em 1964, quando o então muito jovem gigliola cinquetti O canto eu não tenho idade suficiente e em 1990, com Toto Cotuño e seu Juntos: 1992.
    A rainha da competição, no entanto, é aIrlanda, vencedor em sete edições e o único país a conseguir três primeiros lugares consecutivos. Eles ainda estão neste pódio especial Suécia (6 vitórias), Reino Unido, França, Holanda e o pequeno Luxemburgo (todos com 5 edições ganhas).

  • Os cinco “fundadores”

    Entre os cinco países grandeesse ir direto para a final e têm direito a voto nas duas meias-finais porque os países “fundadores” do jogo são França e Itália na primeira noite, enquanto Reino Unido, Espanha e Alemanha vão participar na segunda na quinta-feira.

  • Quem vota nos cantores?

    A tarefa de julgar as canções em competição é confiada a duas estruturas distintas: a júris nacionaiscomposto por cinco profissionais da música e o televoto que foi apresentado em 1997 e é o conjunto de votos dados pelo público através de uma mensagem de texto com o número da música, uma ligação (ambos para os números apresentados durante o espetáculo) ou através do aplicativo oficial do evento.

  • Quem inventou a festa? Um italiano!

    Na década de 1950, a Segunda Guerra Mundial havia acabado de terminar e os países europeus estavam ocupados reconstruindo suas cidades, procurando uma maneira de deixar as fricções do passado para trás. Entretanto, a televisão dava os primeiros passos e, com o nascimento da União Europeia, um programa de TV que pudesse envolver e unir as diferentes nações. Sergio Pugliese, jornalista italiano, sugeriu focar em um concurso de canto, tomando como modelo o Festival de Sanremo, no qual diferentes estados europeus poderiam participar. Desde então, o festival da música europeia acontece todos os anos, às vezes até hospedando alguns países estrangeiros, como Marrocos e Austrália.

  • Os registros mais curiosos

    música mais longa um italiano propôs, galo nunzioque em 1957 apareceu no esquema cordas na minha guitarra, com duração de 5 minutos e 9 segundos. Após esse tempo, decidiu-se impor a regra de que cada música não pode ter mais de três minutos! Lá mais jovem em vez disso, uma garota francesa de onze anos está representada, enquanto a mais velha é uma garota suíça de 95 anos. Também vale a pena mencionar Elina Netsajevaa cantora estoniana que em 2018 usou o vestido mais caro com um custo de 65.000 euros.

  • A Fanta-Eurovisão

    Como por ocasião do Festival de Sanremo, também para a edição 2022 do Eurovision, os muitos fãs se divertem com o Fanta-Eurovision, uma espécie de Fantasy Football onde cada participante “compra” 5 artistas concorrentes e ganha (ou perde) pontos com base em no que os cantores fazem no palco. Alguns exemplos? Se Mahmood e Blanco caírem na platéia durante a apresentação, quem os escolher receberá 20 pontos, enquanto no caso de beijos franceses entre competidores, os pontos serão 15. Obviamente, mesmo uma classificação alta no ranking premia um muitos pontos. Mas também existem Malus: em caso de roupas ruins ou tropeços no palco, de fato, os pontos são removidos!

  • Quem sempre foi à final?

    A Ucrânia é o único país que sempre chegou à final, apesar de só ter conseguido o primeiro lugar duas vezes.

Deixe um comentário