Estudos entre as estrelas: lulas, vermes e tardígrados enviados ao espaço

O foguete Falcon 9 Spacex, colocou a espaçonave em órbita Prosseguir com “convidados” muito especiais a bordo que ajudarão a entender como proteger a saúde dos astronautas. O objetivo da missão é observar e estudar como esses organismos conseguem sobreviver em condições extremas.

Na verdade, os cientistas esperam descobrir como fique no espaço influenciar a relação entre micróbios e organismos mais complexos para entender como salvaguardar a saúde dos astronautas em missões de longo prazo. Entre os “convidados” que participam da missão estão lula pequena, com apenas três milímetros de comprimento, pertencente à espécie Escolópios Euprima. Esta espécie tem a característica de iluminar-se no escuro graças à presença de um bactéria bioluminescente (Vibrio fischeri) que vive em seu corpo e “ajudaria” a protegê-lo de predadores. Graças a essa peculiaridade, os cientistas esperam descobrir como a permanência no espaço influencia a relação entre micróbios e organismos complexos para entender como salvaguardar a saúde dos astronautas em missões de longa duração.

Para manter a companhia das lulas são osnematóides, minúsculos vermes com cerca de um milímetro de comprimento que, apesar de serem criaturas minúsculas e rastejantes, têm muitas características em comum com os humanos. Por exemplo, eles nos permitirão estudar a perda de massa muscular e as mudanças no metabolismo que ocorrem no espaço. Os cientistas, estudando-os, tentarão descobrir quais moléculas dentro dessas criaturas são responsáveis ​​pela perda do tônus ​​muscular. A esperança é obter dados que possibilitem o desenvolvimento de novos tratamentos para a distrofia muscular. As informações coletadas ajudarão a entender como enviar humanos com segurança em missões espaciais de longo prazo.

Completando o trio estão os tardígrados, seu envio ao espaço terá como objetivo identificar os genes que tornam esses invertebrados capazes de se adaptar e sobreviver em condições extremas.

Deixe um comentário