O que é intuição?

Um lampejo, um lampejo que de repente deixa tudo mais claro e entendemos como se comportar em determinada situação: é a intuição, que tem permitido que cientistas, estudiosos e escritores mudem seu tempo.

O QUE É INTUIÇÃO?

EU ‘intuição (do latim intueor, isto é, “entrar com o olhar”) é um tipo de conhecimento que nosso cérebro adquire em forma imediata, sem ter que realizar um raciocínio complexo.

Para se ter intuição, no entanto, é necessário que haja um estímulo externo que diga respeito ao Sentidos acenointelecto. Além disso, o processo de intuição pode ser baseado em conhecimentos previamente adquiridos ou em “programas” que o cérebro possui desde o nascimento.

No primeiro caso, a intuição pode se revelar falso, por exemplo, porque nossas ideias são noções preconcebidas, isto é, apressado e talvez sem fundamento objetivo. Portanto, é muito possível que eles estejam errados.

No segundo caso, porém, aquele em que a intuição é dada a partir de “programas” que nosso cérebro possui desde o nascimento, dificilmente estará errado. Na verdade, esse tipo de intuição é filtrado pela chamada Neurônios espelho, células nervosas especiais que são ativadas quando você vê alguém realizar uma ação, mesmo que você mesmo não o faça. Esses neurônios nos permitem entender na hora, ou seja, com intuição, as intenções daqueles que estão à nossa frente. Por exemplo, se você tem um copo, está prestes a beber.

INTUIÇÕES MUDAM O MUNDO

As intuições são, portanto, aqueles “golpes de gênio” que esclarecem uma situação ou revelam a solução para um problema com o qual estávamos lutando. E às vezes eles são verdadeiramente vintage.

O estudioso Edward JennerPor exemplo, no início do século 19, você notou que mulheres envolvidas na ordenha que contraíram a varíola bovinaDepois de curados com eles, adoeceram da maneira como atingiram os humanos (muito mais perigosos) e que durante décadas desencadearam epidemias que dizimaram a população. A partir dessa observação, Jenner sentiu que a reação do corpo humano a uma forma mais fraca da doença poderia ser a chave para imunizar pessoas contra o vírus da varíola. Portanto, essa intuição levou Jenner a desenvolver a primeira vacina de todos os tempos!

Mas não termina aí. Como não falar sobre as percepções de Leonardo da Vinci, que por séculos antecipou invenções como o helicóptero ou o tanque, ou de Alexandre FlemmingQuem inventou os antibióticos que ainda hoje nos curam? Em suma, as percepções podem realmente mudar o mundo.

Perguntas e respostas sobre a abordagem da fonte

Deixe um comentário