10 coisas que você (talvez) não saiba sobre os oceanos

1 – Pela geografia existem três oceanos: Atlântico, Pacífico e Índico. Alguns, no entanto, acrescentam o oceano Ártico e as águas ao redor da Antártica à lista, para um total de cinco. A soma deles é de 361 milhões de km2, o equivalente a 71% da superfície terrestre.

2 – Qual a diferença entre oceano e mar? Ambos são extensões de água salgada, mas os oceanos são muito mais amplo e profundo (cerca de quatro quilômetros em média) e são limitados apenas por continentes. Os mares, por outro lado, estão em comunicação com os oceanos. No entanto, para realmente entender a diferença entre mar e oceano, você deve vá para o fundo. O fundo do mar tem a mesma composição dos continentes: rochas graníticas com quatro bilhões de anos. O fundo do oceano é bem mais jovem (190 milhões de anos) e é feito de basalto, de origem vulcânica.

3 – Quantos peixes existem nos oceanos? Aqui está a resposta: 10 bilhões de toneladas. Segundo estudo internacional de 2014 publicado na revista Nature Communications: esse número inclui peixes que vivem entre 200 e mil metros de profundidade, ou seja, a maioria.

4 – Não apenas peixes e outros animais nadam no fundo do oceano, mas também muitos dos contatos sociais: 97% do tráfego da web mundial, na verdade, passa por cabos submarinos blindados. A primeira delas, de uma ponta a outra do Oceano Atlântico, foi relaxada em 1858.

5 – O Oceano Pacífico é pontilhado com aprox. 25 mil ilhas (mais do que todos os outros oceanos juntos), incluindo um … feito de plástico. É uma gigantesca acumulação de lixo flutuante, criada pelas correntes oceânicas, que se estende por 1,6 milhão de km2: cinco vezes o tamanho da Itália!

6 – Você conhece o vórtice que se forma quando você remove a tampa de uma banheira cheia? O mesmo, mas gigante, acontece nos oceanos. Em 2011, dois redemoinhos com cerca de 400 quilômetros de diâmetro foram avistados no Oceano Atlântico. Sua origem nunca foi bem esclarecida.

7 – Apesar do nome que você deu Fernando de Magalhães em 1520 quando ele a cruzou, achando-a muito tranquila, o Pacífico é um oceano agitado rico em furacões. Em 2007, a maior onda do mar já vista foi medida na costa de Taiwan: 32,3 metros, como um prédio de 11 andares!

8 – Chama-se “circulação termohalina” e é a mistura contínua das massas de água que fluem da superfície para as profundezas dos oceanos. No Atlântico, onde a água se renova constantemente, é mais ativa. No fundo do Pacífico, entretanto, a água pode estar lá há mais de 2.000 anos.

9 – O primeiro a alcançar o abismo mais profundo do planeta. (Fossa das Marianas, cerca de 10.994 metros abaixo do nível do Pacífico) eram, em 1960, i Marinheiros americanos. Eles subiram em uma esfera equipada com um enorme tanque de gás, que servia como uma bóia para a subida.

10 – No fundo dos oceanos ocorre o maior número de erupções vulcânicas: mais de 75% do total. A atividade é particularmente intensa no chamado “cinturão de fogo”, um cinturão de 40.000 quilômetros na orla do Pacífico e caracterizado por terremotos frequentes.

Deixe um comentário