Dia de superação: 2021 recursos esgotados!

Quinta-feira, 29 de julho é oDia de Sobrecarga da Terra, o dia em que a população mundial ficará oficialmente sem todos os recursos terrestres disponíveis (alimentos, água, madeira …) e renovável até 2021, começando assim a superexplorar o planeta, comendo animais que ainda não se reproduziram, consumindo mais oxigênio do que os oceanos e as florestas absorvem.

Isso significa que a humanidade está consumindo o futuro, afetando recursos que ainda não foram substituídos e que pode falhar nas próximas gerações, já que nesse ritmo o planeta não tem mais tempo para se regenerar.

ESTAMOS COMPROMETIDOS COM O FUTURO?

O cálculo para estabelecer qual o dia de exagerar (“overpass” em inglês) é realizado pela organização internacional de pesquisa Rede de cobertura global – que mede a pegada ecológica dos diferentes países – e até 2019 esse limite todos os anos sempre vem primeiro devido ao constante aumento do consumo mundial: o ano passado foi em 22 de agosto, em 2016 foi registrado em 8 de agosto, em 2000 foi no final de setembro, trinta anos atrás caiu em outubro e em 1970 ainda em 29 de dezembro.

Por anos de fato EColocamos mais dióxido de carbono na atmosfera do que os oceanos e as florestas podem absorver, e os humanos saqueiam os pesqueiros e as florestas mais rápido do que podem se reproduzir e se reabastecer..

No entanto, a organização que acompanha a situação nos últimos anos tem destacado alguns avanços, como o Plano da China para reduzir o consumo de carne pela metade (que impacta diretamente as emissões de dióxido de carbono) ou o fato de que 97% da eletricidade da Costa Rica vem de energias renováveis.

Em 2020, graças ao COVID-19 e bloqueio global que durante meses reduziu as atividades humanas em quase todo o planeta (reduzindo as emissões de carbono em 14,5%) – no dia do Overshoot houve salto inesperado três semanas atrás, demonstrando como um mudança rápida no consumo pode fazer a diferença na manutenção dos recursos naturais e que, priorizando a vida, também governos eles podem se mover rapidamente. Porém, já neste ano, o consumo voltou a “disparar” de forma preocupante

“NÃO HÁ PLANETA B”!

Portanto, o consumo excessivo continua inexoravelmente. Agora, de fato, a humanidade está devorando mais ou menos recursos duplicados que deve explodir a cada ano. Nós nos comportamos como se tivéssemos dois planetas à nossa disposição (1,75 de acordo com as estimativas da Global Footprint Network). E é culpa de todos!

Basta dizer que, para atender apenas às necessidades dos italianos, 4.3 “Itálico” seria necessário e se todos vivessem como nós, seriam necessários 2,6 planetas. Mas poderia ser pior: se cada indivíduo no mundo se comportasse como um americano, que desperdiça em média 95 kg de comida, seriam necessários 4,8 “Terras”!

No entanto, é necessária maior disponibilidade, especialmente de grandes potências mundiais, para preparar soluções sérias para o problema. Cortando as emissões de dióxido de carbono pela metade, o Dia da Melhoria vai voltar pelo menos 3 meses!

O QUE PODEMOS FAZER?

Nós também podemos dar uma contribuição à nossa maneira, pois com pequenos gestos como reduzir o desperdício de água ou, às vezes, comer comida vegetariana pode realmente fazer a diferença.

Só para comover pessoas comuns, a campanha está sempre ativa. #movethedate, para tentar adiar o Dia da Sobrecarga: bastaria antecipar a data em 4,5 dias a cada ano para recuperar os recursos naturais de 2050. A campanha também foi lançada nos Estados Unidos neste ano. “100 dias de possibilidades” (100 dias de possibilidade), em referência aos 100 dias que nos separam da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26) que se realizará em Glasgow, período para refletir seriamente sobre o futuro do nosso planeta.

FONTE: Dia de Sobrecarga da Terra

Deixe um comentário