13 de dezembro é o dia mais curto do ano?

Em 13 de dezembro, Santa Lúcia é comemorado, que é considerado o dia mais curto do ano. Mas se você está pensando em usar isso como desculpa para não ter tempo para fazer todos os deveres de casa … Engana-se porque não é verdade!

Na verdade, o dia mais curto é 21 de dezembro, que é o solstício de inverno. O termo solstício vem do latim solstício, e consiste em sol, o que significa sol e irmã, o que significa parar (porque nos dias próximos ao solstício o sol parece sempre se pôr no mesmo ponto).

Do ponto de vista astronômico, o solstício de inverno é o dia do ano em que o sol passa mais baixo no horizonte ao meio-dia. É por isso que está (também) tão frio!

POR QUE VOCÊ DIZ “SÃO LÚCIA É O DIA MAIS CURTO QUE EXISTE?”

Na verdade, em 13 de dezembro pôr do sol antes de 21 de dezembro, mas também o amanhecer chega cedo e, portanto, o horas de luz eles permanecem mais altos do que os do solstício. No entanto, a verdadeira razão do lema é mais “político”.

Na verdade, no Papa de 1582, Papa Gregório XIII Eu queria apagar as diferenças entre o calendário civil elencar solar (ou Juliano, em homenagem a Júlio César) e estabelecer um sistema novo e único: o calendário gregoriano, que é o que usamos hoje.

Para realizar esta reforma, o Papa Gregório eliminado em 6 a 12 de outubro de 1582, que de fato nunca existiu!

Assim, o solstício de inverno, que de acordo com o antigo sistema caiu entre 12 e 13 de dezembro, alterado para o atual 21 de dezembro, que é oficialmente o dia mais curto do ano.

TRADIÇÃO NA ITÁLIA

Em algumas cidades italianas, Santa Lúcia ocupa o lugar do Papai Noel: é ela quem traz presentes aos bons filhos!

Em Brescia, e na província, as crianças aguardam com medo o 13 de dezembro: a lenda popular vê Santa Lúcia passando de casa em casa, com uma carroça puxada por um burro cheio de presentes que se anuncia ao som de um sino de prata.

Em palermo Hoje comemoramos o fim da fome de muito distante 1646, justamente porque naquele dia chegou um navio carregado de cereais que alimentava a população!

Deixe um comentário