O que é um mangá?

O Japão é a terra da tradição, tecnologia, deuses samurai… e deuses manga!

O QUE É ISSO?

O mangá não é outro senão o Desenhos animados japoneses, fenômeno cultural de origem milenar que entre as décadas de 80 e 90 invadiu literalmente o resto do mundo, consolidando-se pela peculiaridade gráfica Yestilo de narrativa original.

O impacto que esses quadrinhos tiveram no imaginário coletivo foi tão forte que influenciou oa própria alma do Japão, agora identificado como a pátria de figuras de olhos grandes, roupas extravagantes isso é monstros coloridos!

UMA FORMA DE ARTE QUE COMEÇA DE LONGE

A arte japonesa, embora não muito famosa, já havia influenciado correntes artísticas europeias famosas: sabe-se, por exemplo, que Impressionistas franceses (como Claude Monet) foram colecionadores apaixonados de miniaturas e gravuras do Japão, tanto que influenciaram seu estilo pictórico e a escolha dos temas a serem retratados.

Essas gravuras, tão em voga entre os estetas refinados do século XIX, eram o pais do fenômeno do mangá!

A HISTÓRIA DO “MUNDO FLUTUANTE”

Entre XVIII e ele Século XIX, O Japão ainda era um país feudal bastante isolado do resto do mundo.

O forte apego à tradição e paraética ancestral No entanto, não evitou alguma mudança social e um processo lento, mas constante de urbanização (isto é, o movimento de grandes massas de homens do campo para a cidade). Fomos então testemunhas do nascimento de novas classes sociais, que adquiriram um certo apreço estético pelos pequenos objetos de arte que, embora menos valiosos do que as grandes roupas da nobreza, pareciam elegantes e elegantes. acessível até mesmo para os menos ricos.

Esses objetos eram deuses xilogravuras (imagens gravadas em placas de madeira e “impressas” com tinta) chamadas Ukiyo-e, ou “imagens do mundo flutuante”.

Esses Ukiyo-e eram pequenas imagens produzidas em massa que representavam Cenas da vida cotidiana, eventos retirados de Mito japonês ou ilustrações fora pequenos poemas. Essas gravuras também foram encomendadas por particulares para decorar leques, cartões postais, convites ou “cartões de visita” valiosos (os chamados surimono)

HOKUSAI E OS ANCESTORES DE MANGA

Em termos de Ukiyo-e, o artista mais famoso e apreciado da época foi Katsushika Hokusai, que em 1814 publicou uma série de esquetes com os mais variados temas chamados Hokusai Manga, um termo já em uso que significa literalmente “imagem zombeteira“e foi usado para descrever certas ilustrações humorísticas.

Embora o termo moderno “manga” tenha pouca relação com os significados daqueles tempos distantes, não há dúvida de que o estilo “cartoon” Ukyio-e (interação de imagens e frases, personagens bem caracterizados, mesmo que não sejam estritamente realistas, etc.) Influenciado muito do processo por trás do mangá moderno, que começou a circular em meados do século 20 como livros infantis.

O MANGÁ MODERNO

Hoje para manga em vez disso, queremos dizer um gênero de quadrinhos com características bem definidas.

Primeiro de tudo o mangá Leia da direita para a esquerda, o que é muito estranho para os ocidentais, que parecem começar pelo final do texto. O formato usado então é um pouco maior e os marcadores seguem a mesma ordem de leitura das páginas, começando com o que está mais à direita.

O estilo do mangá, embora variado, é facilmente reconhecível para algumas características típicas do design oriental, como olhos muito grandes ou penteados particularmente criativos, bem como para o estilo de contar histórias muito atento aexpressividade e ai diálogos internos Dos personagens.

O mangá também é frequentemente elaborado a partir de série animada (chamado precisamente Anime) que na Europa foram ainda mais populares do que o próprio mangá: basta pensar em fenômenos como esfera do dragão, Naruto ou Uma peça!

Deixe um comentário