Por que gostamos de abelhas e não de vespas?

Vespas e abelhas São duas faces da mesma moeda. Ambos os insetos desempenham um papel muito importante nos processos polinização; na verdade, as vespas também matam muitos parasitas que infestam plantações e são prejudiciais aos humanos.

No entanto, enquanto as abelhas estão entre os animais universalmente mais amado pelo homem, as vespas sempre foram consideradas como “Primos” ruins estragando piqueniques.

Mas porque?

Claro, as abelhas produzem o mais doce mel e eles picam como extrema defesa da colônia (sacrificando suas vidas entre outras coisas), enquanto as vespas são famosas por terem um temperamento decididamente mais agressivo, mas a diferença de tratamento entre essas duas espécies no longo prazo pode se tornar um grande problema para o meio ambiente.

POUCO CONHECIDO, POUCO AMADO

De acordo com um estudar postado algum tempo atrás em Entomologia ecológica na verdade, a vespa não tem uma boa reputação: a grande maioria de 748 entrevistados demonstrou um desconfiança generalizada para com o animal, embora admita que não conhece seus comportamentos ou os beneficios que contribui para o meio ambiente.

No entanto, essa tendência não se limita apenas às pessoas “comuns”. De fato, os dados coletados mostram que dentre os estudos científicos do setor nos últimos vinte anos, apenas 2,4% deles se referiram ao mundo das vespas. Bastante, principalmente se comparado à enormidade das pesquisas feitas com as abelhas (mais de 97% do restante da amostra)!

Em suma, vespas eles não são muito calculados, mas o declínio populacional associado à mudança nas condições ambientais é muito semelhante a aquele com as abelhas e isso deve preocupar a opinião pública.

“O foco global no declínio dos polinizadores levou a um aumento fenomenal no interesse público e no apoio às abelhas. – declarou Alessandro cini , pesquisador da Universidade de Florença e co-autor do estudo – Seria fantástico, porém, se tudo também se refletisse nas vespas, mas ainda precisamos de uma mudança total de atitude de mudança e cultura ”.

Para o bem do planeta, portanto, seria bom cuidar também das pobres vespas!

Deixe um comentário