A Imaginação é irmã gêmea do Sonho

A Imaginação é irmã gêmea do Sonho, embora a loucura desses tempos faça crer que não. Quando tudo parece ainda mais terrível, vacilante, salta de nós o Sonho, como escudo, e a Imaginação, como espada. Se deixamos de sonhar, adoecemos, o espírito se apequena; e se deixamos de imaginar, conceber outros mundos possíveis, somos menores … Continue lendo A Imaginação é irmã gêmea do Sonho

Xamanismo Tupi-Guarani

Um dia - crê o povo Tupi-Guarani - Tupã, o Grande Espírito, despertará no coração dos seres humanos, e através de indivíduos alinhados com a verdadeira vontade da vida, conduzirá a humanidade por um caminho de generosidade e força, suavidade e aceitação.

O Destino e a Deusa

De todas as manifestações religiosas, aquela que responde à Grande Deusa representa, por si só, o maior desafio à compreensão que nos pode fornecer a mitologia. Todas as culturas, todos os povos em qualquer tempo, tiveram e têm suas divindades femininas, às vezes ocupando postos centrais no panteão, às vezes vistas de modo acessório. O fato é que desde o princípio dos tempos, o ser humano busca reconhecer e integrar  a imagem da mulher de proporções míticas: sendo a Mãe terrível ou nutriz, a Amante devotada ou ressentida, a Virgem ou mesmo o Monstro, a Grande Deusa prossegue como o verdadeiro enigma do imaginário humano, sendo ela própria princípio e fim, busca e encontro, experiência e separação.