Somos Feitos da Matéria do Tempo

Nenhuma época realmente passa. O Tempo é como o leito de um rio, feito de somas, acúmulos. Tudo o que somos hoje não despreza o que antes fora nosso. Pelo contrário, reúne. Isso ocorre com todas as coisas porque todas as coisas são feitas da matéria do tempo.

Antigamente os relógios ficavam nos bolsos.

Depois, passaram aos pulsos.

Em seguida, voltaram aos bolsos, agora nos aparelhos celulares, somando-se a outras funções.

Prova cabal de que esse raciocínio também se aplica às mentalidades: há quem afirme hoje – ainda! – que a terra é plana, ignorando solenemente o que sabemos ou deveríamos saber sobre ótica, astronomia, geologia.

Não há época que passe. O tempo permanece vivendo em nós, em tudo o que expressamos e fazemos. A era da super informação é esta e para ela confluem todos os elementos que já constituíram uma vez o mundo. Do primitivismo mais remoto ao salto quântico, tudo está acontecendo agora, neste momento em que explodimos a linearidade do discurso, das influências, das práticas. Morre o dogma, pululam os dogmáticos em sua defesa para ressuscitá-lo. Jesus viveu. Cristo, um mito. Jesus morreu. Cristo, para sempre um mito.

Perceber o tempo é a dádiva que confere vida à Psique. É suficiente para despertá-la e inseri-la em sua própria narrativa, cuja função parece ser a de puramente situar-se no próprio Tempo. Acumula-se sobre si mesma e desse modo, sobre mil pernas, vai.

Esse tempo em que vivemos é o tempo do desprezo ao que tínhamos por certo. Talvez aliás todos os tempos tenham essa dose de incerteza, e o que sentimos não seja mais que o retorno disso. Essa incerteza que nos envia sempre adiante, só mostra muito sutilmente que o tempo em verdade não se move em linha reta, mas orbita-se e nos orbita em espiral, expira e inspira-se para criar outra vez o mundo, os mundos. A sensação é a de nunca mais haverá um paraíso aos domingos sem um traço de atenção redobrada. A sensação é a de que de seremos, inescapavelmente para o futuro, dinossauros de nós mesmos.

JD Lucas

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s