O Sentido é a Escrita do Caminho

Por que é que chegamos a ser alguma coisa ao invés de sermos nada?

Todas as religiões oferecem explicações para o fundamento da Razão Original. As filosofias do oriente, por seu teor marcadamente abstrato e circular, produzem explicações ou motivos de interpretação que deverão satisfazer os menos conformados com deuses de pedra, limo e dízimo ordenando a Origem.

Para o Taoísmo, como consta nos diálogos de Må Hé Yáng, a origem é criação de uma vontade, e a vontade, elemento da Consciência (algo próximo ao que Jung chamou de self). Ou seja, há na própria existência o germe da sua retroação em Consciência sobre a Origem. Em poucas palavras, é o impulso da individuação que detona o princípio de tudo, para o qual a existência com seus entes caminha então, na busca por realizar a si mesma.
Relativiza-se o conceito de tempo linear, assume-se o tempo como dimensão de experiência; quanto mais individuado, mais nutrido pelo Sopro, quanto mais nutrido, mais detona, de modo eficaz, sua existência, esse tempo absoluto inscrito na transitoriedade.

A pergunta foi: por que é que chegamos a ser alguma coisa ao invés de sermos nada?

A ela juntamos outra: que sentido a consciência (em sentido analítico) pode adquirir para que participe da Consciência (em sentido selfídico) como Essência? Esse Sopro que a tudo alimenta é a Psiquê. Esse momento no tempo que encerra a tua existência contém todo o espectro de possibilidades e transcendências inscritas no grande Tao.

____________________________________

Lucas Peçanha

Mitólogo e escritor

Estamos abordando as filosofias e mitos do oriente no curso de Introdução ao Mito. Você pode saber mais aqui.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s