Exu te Ama

Todos os Orixás puderam ser sincretizados com os santos católicos sem maiores problemas. A exceção é Exu, que pelo caráter anárquico e ambíguo, recebeu o destaque de ser associado pelos primeiros colonizadores com o próprio Diabo! Tanto em África quanto no Brasil.
O que é o demônio senão a paródia de Deus? Nesse sincretismo satânico, o europeu admite sua total ignorância das motivações e modos de atuação de Exu, e por isso, naturalmente o teme. É a projeção dos seus próprios demônios na figura do movimento, da energia, da sexualidade, da Criação.
O Mensageiro (pichador) assume a paródia de Deus em Exu para subverter a sentença clássica dos muros evangelizados: “Jesus te ama”. “Exu te ama” é um grito negro de amor, provocativo não porque agressivo, mas o contrário, assume que a doçura pode brotar do território inexplorado da Mitologia. Há muito mais de Exu em Cristo do que pensa nossa parca e monoteísta teologia.

Esta fotografia integra o projeto Arqueologia dos Murais, que rastreia inscrições urbanas. Se você conhece alguma inscrição interessante, pode fotografá-la e publicar na sua página de rede social com a hashtag #ArqueologiaDosMurais. As mais interessantes serão publicadas no Monomito, na página Carl Jung e no grupo Mitologia, Simbolismo e o Sagrado

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s