A Confraria dos Desesperados

Quando Jung manifestou, cada vez mais seguro do que fazia, que a abordagem sexualista de Freud não era capaz de resolver todos os problemas e questões da mente humana, Freud reuniu uma maçonaria de desesperados para tentar refrear aquilo que julgou uma ameaça à doutrina psicanalítica (sic). Enquanto Jung se abria para o entendimento da Psique a partir de diversos pontos, inclusive à partir da teoria sexual, Freud e seus asseclas fechavam-se cada vez em intenções hegemônicas. Há literatura farta sobre Freud e Jung e suas querelas, e esse é um dos capítulos mais interessantes da história do pensamento e da cultura no século XX. Os detratores de Jung, até hoje, não sabem ou procuram não se atentar para o fato de que Freud para Jung nunca foi um mestre, e que portanto, Jung não estava traindo nada, nem descendo por pura intenção metafísica às trevas do ocultismo, mas que em seu caminho, perscrutar os recônditos da alma exige uma atitude o mais livre de preconceitos possível. As produções do espírito são enormes, abrangentes, profundas. Alguém que queira entender a alma deve perceber que ela não termina onde nosso bom senso diz que deve terminar. Há muito mais estrelas na alma, caro Freud, do que sonha sua doutrina psicanalítica.

Para assinar o Monomito e receber as novas postagens assim que forem publicadas, vá até a guia ASSINE na barra superior e preencha com o seu e-mail.

Quem olha para dentro desperta.

painelm oxum

2 comentários sobre “A Confraria dos Desesperados

  1. Cada ser humano é um universo em si mesmo, tendo seus segredos mais profundos selados pela Natureza e removidos passo-a-passo de acordo com sua caminhada. Outros tem estes selos removidos numa certa quantidade, onde o homem dá um salto de qualidade. Estou certo que os que procuram com assiduidade aqueles , são peregrinos que caminham isoladamente. (Ver M.A. Atwood – Hermetic Philosophy and Alchemy)

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s