sem-titulo-9

A Nudez Punitiva

Câmara Cascudo anota em História dos Nossos Gestos, página 40 (Ed. Global)

“Meu primo Simplício Cascudo (1882-1943), criado por meu Pai, seu tio materno, viveu em nossa companhia até 1913. Magro, inteligente, agitado, sorriso raro, pertenceu às associações da classe em Natal, sempre na diretoria. Faleceu solteirão, Fiscal da Prefeitura. Jamais abandonara os preceitos do Sertão, secura, rispidez, sinceridade, decoro, circunspecção, dignidade. Em 1908, estávamos veraneando num imenso casarão no meio de um terreno sem fim na Av. Deodoro, cheio de árvores e silêncio. Ficava tão distante do centro da cidade, então no bairro da Ribeira, que meu Pai e Simplício voltavam a cavalo, partindo da Rua do Comércio, hoje Rua Chile. Simplício, às vezes, regressava mais tarde. Numa noite deparou um ladrão interessado no exame de uns perus. Com o revólver apontado, obrigou o larápio a despir-se, abandonar toda a roupa, e ir-se embora nu em pelo. Provocou gargalhadas felizes aos amigos e muito tempo o episódio foi comentário divertido e ruidoso. Simplício faleceu sem saber que a nudez constrangida fora penalidade imposta aos violadores de quintas, granjas, almuinhas, pomares, hortas, no Portugal-Velho dos séculos XIII e XIV. Um foral de Tomar, datado de 1174, mandava que o gatuno assaltante peitasse, pagasse multa e deixasse o que trouxer vestido. Encontrei o registro no Elucidário de Viterbo. Sem saber que a lei existira, 734 anos depois, meu primo aplicou-a na cidade de Natal. A originalidade de 1908 datava da segunda metade do século XIII. Em que recôndito da memória inconsciente ocultou-se essa insólita punição medieval, ressuscitada e flagrante ao findar a primeira década do século XX numa cidade brasileira e tropical? Por que não ocorreu solução diversa, incluída na normalidade dos castigos habituais? Ao fazer-se desnudar o assaltante do galinheiro, meu primo tivera uma ideia nova ou a imagem vivia em potencial na sua lembrança, nas células portuguesas da família? O Homem transplanta vísceras, pisa os granitos lunares, liberta a força atômica, mas não atina com os segredos múltiplos da Reminiscência, o Mundo que vive em nós, obscuro e palpitante.”

BOA-MORTE-BOA-2

Nossa Senhora da Boa Morte

O documentário “Retratos da Fé – A Irmandade Sob o Olhar da Fotografia”, foi gravado em 2013 durante a Festa da Boa Morte, em Cachoeira, dirigido pela jornalista Hewelin Fernandes e totalmente produzido pela TVE. A produção mostra fotos e depoimentos de fotógrafos que todos os anos registram a festa: Adenor Gondim, Vinicius Xavier, Ricardo Almeida, Ana Paula Trindade, Toni Caldas, José Azevedo, Jomar Lima, Aline Pires e Iraildes Mascarenhas e traz ainda fotos de Pierre Verger, que fotografou a Boa Morte na década de 1940. “A ideia desse documentário é contar a história da Irmandade sob o olhar desses fotógrafos, que todos os anos vão para o Recôncavo da Bahia em busca de uma imagem, atraídos não só pela beleza da festa, das roupas e das irmãs, como também pela história que cerca essas mulheres, que são descendentes de escravos”, conta a jornalista Hewelin Fernandes.

Gravado em alta definição, o documentário também mostra os  três dias da festa que é formada por missas e procissões, terminando com o samba de roda e as últimas imagens de mãe Filhinha, juíza perpétua da Irmandade, que morreu em janeiro de 2014, aos 110 anos de idade. O documentário surgiu a partir da série de interprogramas da TVE “Retratos da Fé”, também dirigida por Hewelin Fernandes, que mostra o trabalho de fotógrafos durante as festas populares da Bahia, como a própria Boa Morte, Bonfim e Iemanjá. Mas há também trechos de filmes resgatados pelo documentário. “Fomos em busca dessas fotos, mas também de filmes antigos como A Irmandade da Boa Morte, do cineasta Alonso Rodrigues, que filmou a festa em 1981 e tem texto e narração do professor e historiador Cid Teixeira, além de trabalhos recentes de artistas”, revela Hewelin.

Assista

logo_RT

RoundTable© Mitológica Rio de Janeiro

Amigos e amigas que acompanham as postagens do Monomito,

Este blog nasceu com a intenção de disseminar e aprofundar reflexões e vivências no campo do mito, partindo do respeito pelo mistério da existência e pela solidariedade simbólica que cada mitologia do mundo possui com sua co-relata. Isto foi há um ano, em Setembro de 2013. De lá para cá, o objetivo do portal tem sido cumprido à risca, com amor e dedicação. A iniciativa cresce a cada dia, e muitas ideias relacionadas ao tema do blog estão para ser postas em prática, sobre as quais falarei no futuro. Caminhamos para 100.000 visitas em um ano, apenas com publicidade espontânea.

Por hora, gostaria de comunicar com imensa satisfação que agora estamos associados à Joseph Campbell Foundation, com sede na Califórnia – EUA, para a criação da RoundTable© Mitológica Rio de Janeiro. A RoundTable é uma iniciativa capitaneada pela JC Foundation para a difusão e perpetuação dos estudos de Mitologia a partir da vasta e generosa obra do mitólogo norte-americano Joseph Campbell, um dos maiores nomes no campo de estudo da Mitologia, Religião e Simbolismo Comparado que a humanidade já viu surgir. Dentre seus estudos mais notórios, temos os quatro volumes de As Máscaras de Deus (Ed. Pallas), que expõe um vasto repertório de mitos, costumes religiosos, culturas e simbolismo das religiões de todo o mundo. Também dispomos de O Herói de Mil Faces (Ed, Cultrix/Pensamento), monumental e sapiente obra que correlaciona mitos de heróis do mundo inteiro e expõe a estrutura fundamental do mito, que inclusive dá nome a este blog: o Monomito. Também a coleção de vídeo-entrevistas O Poder do Mito, concedidas a Bill Moyers, são um reservatório valioso de intuições e reflexões a respeito do mito e, consequentemente, da alma humana.

As contribuições de Campbell transcendem o aspecto literário e se fixam como um repertório científico e profundamente poético das produções do espírito humano. Foi realmente um sujeito notável, por sua generosidade intelectual e perspicácia filosófica. Nós nos sentimos muito felizes em poder contribuir com essa rede de bem intencionados sujeitos fascinados pelo mito, e sabemos que com certeza, muito pouco disso seria possível sem a contribuição primorosa de Joseph Campbell e sua dedicação a apreender e passar adiante, sempre de espírito novo, aquilo que as culturas tradicionais podem nos oferecer de melhor.

As RoundTables Mitológicas são reuniões realizadas em todos os continentes, nos mais variados contextos culturais, para a discussão do mito e vivências que aproximem o ser humano da dimensão de seu sagrado. Todas elas mantém os mesmos valores de fraternidade entre seus membros e solidariedade para com o mundo, que solicita a todo instante que os espíritos estejam fortes para enfrentar os desafios de nossa urgente condição planetária. Tudo isso aliado à máxima capacidade de liberdade pessoal no que tange a construção de estratégias de reflexão e ação sobre o mundo.

A RoundTable© Mitológica Rio de Janeiro também nasce com esse intuito de promover e ampliar estudos sobre Mitologia, Simbolismo e o Sagrado. É a materialização do Monomito no plano das interações físicas e imediatas. Nossas reuniões são pontos de partida para a construção de um mundo mais livre das amarras do preconceito, responsável pela construção de uma convivência pacífica entre os indivíduos e solidária em relação às necessidades e anseios do outro. Contamos com a presença ativa de cada membro na disseminação desses valores, não só no âmbito das reuniões mas, e principalmente, nos seus desdobramentos na vida cotidiana. Todo aquele que se alinha a essas ideias de Liberdade, Responsabilidade e Solidariedade, e que nutre amor e curiosidade pela construção do conhecimento mitológico é bem-vindo e será saudado como um dos nossos.

Periodicamente estaremos envolvidos em vivências ritualísticas que remontam às sociedades de costumes tradicionais, porque acreditamos que o ritual pode romper com o tempo cronológico e estabelecer o tempo mítico, em que tudo ainda está sendo criado ainda, neste momento. Embora nenhum ritual vá atentar contra a integridade física e moral dos seus participantes, a participação nos ritos não é pressuposto obrigatório para se tornar um membro da RoundTable, ainda que todos sejam encorajados a assumir um lugar ao lado de seus irmãos no sentido de compor uma unidade pluralista.

Entre nós, todos os cultos são e devem ser respeitados como buscas genuínas pelo Sagrado, assim como a herança mitológica de todos os povos têm igual valor na construção de uma teia de compreensão do espírito humano a partir de sua capacidade de fabulação. Todo aquele que procura entender o outro em espírito de fraternidade, que sabe que não há mitologia certa ou errada, será bem-vindo e saudado como um irmão.

É nosso dever utilizar o conhecimento mitológico na construção de um habitat que favoreça as múltiplas manifestações criativas do espírito humano. estes são nossos princípios e todo aquele que tenciona participar das reuniões da RoundTable Mitológica Rio de Janeiro deve questionar se traz consigo esses valores e se é capaz de apreendê-los em um ambiente de fraternidade.

Evento

Haverá um evento introdutório em Dezembro, quando daremos início às atividades da RoundTable Mitológica Rio de Janeiro. Nele, discutiremos o que é o mito, o que são mitologias, e como elas dialogam com o nosso dia a dia e com a cultura como um todo. Também apresentaremos quem foi Joseph Campbell e qual e seu legado para o estudo da Mitologia.

Procuraremos conhecer nossos membros e ouvi-los sobre como chegaram até o presente com este intuito de conhecer e se aprofundar em reflexões e vivências relacionadas ao mito. Também traçaremos o calendário de reuniões do ano de 2015.

Tema: O que é o mito? O que é são mitologias? Como elas se relacionam com o dia a dia e dialogam e fundamentam a Cultura?

Atividades: Apresentação de Joseph Campbell e seu legado, discussão, apresentação dos membros, definição do calendário de eventos para 2015.

Data e horário: 06 de Dezembro de 2014 – Sábado. 13h às 19h

Local: Rua Bento Lisboa, 184, apto. 809 – Largo do Machado – RJ

Informações e Inscrições

JD Lucas – Líder da RoundTable Rio de Janeiro

jdlucas.contato@gmail.com

T. 21 9.8393.1078

Sejam bem vindos e bem vindas!

Mitologia é a canção do Universo.